Home   /   Destaque  /  Novas Bandas  /   A galgar pela alternativa portuguesa — com Flying Cages
A galgar pela alternativa portuguesa — com Flying Cages
Vindos da catedral dos estudantes universitários – a cidade de Coimbra – os Flying Cages, na sua humilde harmonia, despertam aquela energia positiva como se estivéssemos a ouvir The Hellcat Spangled Shalalala.
Banda Flying Cages

Flying Cages

 

Flying Cages são um nome a apontar para ver

Os Flying Cages podem ser considerados a banda mais universitária. Constituída por quatro jovens, todos eles estudantes em Coimbra, os Flying Cages tiveram um notório crescimento com o tema “Nothing But a Hill” na plataforma Tradiio – que funciona como a bolsa portuguesa para artistas servindo para os lançar e apostar no seu futuro, dependendo da escolha dos utilizadores.

Trocam ideias e um par de acordes que ficam no ouvido desde 2011. Desde essa altura já criaram vários singles, recentemente lançaram um LP – intitulado de Lalochezia – e estão a preparar um segundo álbum.

A banda já atuou em palcos de festivais como o NOS Alive em 2013, na altura ainda Optimus Alive, Vodafone Mexefest, após terem ganho o Vodafone Band Scouting, FUSING Culture Experience e recentemente pisaram o palco do Festival MÊDA+.

Os quatro jovens, Zé Maria Costa (guitarra e voz), Bernardo Franco (baixo), Rui Pedro Martins (bateria) e Francisco Frutuoso (guitarra), com um toucher de Arctic Monkeys, expõem um estilo na onda do Indie Rock e Pop que não deixa o pé parado. Com a voz roca do Zé Maria, os Flying Cages são um nome no panorama nacional a apontar para ver.

Para saber mais sobre os Flying Cage:
Facebook oficial – https://www.facebook.com/flyingcages
Bandcamp – https://flyingcages.bandcamp.com/releases
Instagram – https://www.instagram.com/flyingcages/
Twitter – https://twitter.com/flyingcages1

Texto: Mário Barata

Comments

comments

Related Article