Home   /   Outros Destaques  /   FALECEU ZÉ PEDRO [Reações | Cerimónias Fúnebres]
FALECEU ZÉ PEDRO [Reações | Cerimónias Fúnebres]
Zé Pedro, guitarrista e fundador dos Xutos & Pontapés,  e ícone do rock n’ roll nacional, faleceu esta quinta-feira (30 de novembro), aos 61 anos de idade na sua residência.
ze pedro - xutos e pontapés

ZÉ PEDRO

 

Doente hepático, Zé Pedro tinha feito um transplante de fígado em 2011 e estava doente há vários meses. Subiu ao palco pela última vez a 4 de novembro, num concerto esgotado no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, o último da digressão “Mar de Outono”.

No final desse concerto o músico partilhou no seu Facebook um vídeo com uma ovação e a seguinte mensagem:

“Entrar em qualquer sala com lotação esgotada é maravilhoso. Os Coliseus tem uma magia muito própria e o concerto de ontem foi muito especial. Como sabem tenho andado na luta da vida com alguns problemas de saúde… Tentei e tento dar sempre o melhor de mim. O vosso carinho, o vosso amor, a vossa energia, toda a força que me transmitem é-me tão forte e vital que só posso humildemente agradecer… Obrigado também a todos os que ontem gritaram o meu nome e fizeram com que tivesse força para continuar naquele palco até ao fim. Obrigado à Cristina [esposa] e aos X&P por tudo e por tanto. Amanhã começo um novo tratamento e garanto que é para GANHAR. EU SEI LUTAR E ACREDITO.”

CERIMÓNIAS FÚNEBRES

O velório de Zé Pedro realiza-se esta sexta-feira, a partir das 16h, no antigo Museu dos Coches. A missa de corpo presente será no sábado, dia 2 de dezembro, às 13h30, no mosteiro dos Jerónimos, seguida de cerimónia privada reservada à família.

REAÇÕES DO MUNDO DA MÚSICA

Pedro Abrunhosa

«Ainda ontem tínhamos dezasseis anos e as nuvens eram alvuras e não sombras carregadas. Por paixão te deste e nunca agrura te conheci, mesmo nos dias em que as cores do fim se arvoravam perto. Vai fazer-me falta o teu abraço, a tua heroicidade e as tuas palavras em horas descabidas. Ainda ontem tínhamos dezasseis anos e agora a tua idade é a idade de todos nós, os que te chamamos neste silêncio que subitamente se impôs. Morreste-me, Principe. Viva a Música!»

Carlão

«Abraço, Zé. Vamos sentir a tua falta mas viverás para sempre connosco nas memórias boas que guardamos tuas. Até um dia destes.»

Frankie Chavez

«Meu querido Zé Pedro, Foste o meu único herói a quem também pude chamar amigo. Hoje o mundo e a musica portuguesa ficaram mais pobres…. eu fiquei de certeza…. afinal és uma das razões porque toco guitarra. E quantas vezes toquei as tuas músicas! Acredita que vou continuar a tocar… Obrigado pelos conselhos quando precisei e por teres sido sempre um exemplo e uma referência de como um ser humano deve ser. Partiste mas vais ficar pra sempre no meu coração. Vemo-nos por aí.»

The Gift

«”As ondas que te empurram, as vagas que te esmagam, contra tudo lutas”
Estamos sem vontade de nada.
Obrigado Zé Pedro. Até Sempre. És e serás Eterno.»

Capitão Fausto

«Hoje perdemos um amigo que nos marcou muito, que sempre nos apoiou desde o princípio da nossa banda e que ficará para sempre na nossa memória. O vazio que fica da sua ausência não será em vão, somos muitas pessoas e muitas gerações agradecidas pela pessoa que ele era e pelo legado que nos deixou.
Abraço e obrigado querido Zé!»

Mariza

«Querido Zé Pedro, até sempre!»

José Cid

«Zé Pedro dos Xutos foi sempre um músico extraordinariamente simpático, afável e educado. Embora de uma geração a seguir à minha, era o rock que nos unia: O Rock de sempre! Nada cor-de-rosa!
Descansa em paz amigo e forma uma banda com o George Harrison , John Lennon, e um baterista à tua escolha.
Até sempre ! Descansa em PAZ»

Rita Guerra

«Que triste noticia a da partida do Zé Pedro, alguém que eu admirava muito enquanto músico e enquanto colega.
Recordarei para sempre de todas as vezes que nos cruzámos a sua simpatia e carinho. É uma perda profunda para a música em Portugal e hoje ficámos todos muito mais pobres.
Descansa em paz Zé Pedro.»

Tony Carreira

«Estivemos juntos em Agosto e recebi dele um dos abraços mais sentidos da minha vida. Tinha com o Zé Pedro uma afinidade enorme e hoje sinto uma profunda tristeza. Para além de um grande músico perdemos, indiscutivelmente, um grande ser humano.»

AA

Comments

comments

Related Article