Home   /   Entrevistas  /  Destaque  /   Miguel Angelo «Será um conjunto de canções mais extrovertidas»
Miguel Angelo «Será um conjunto de canções mais extrovertidas»

“A Canção”  é o novo single de Miguel Angelo que antecipa o novo álbum que o músico se encontra a preparar. Em entrevista ao nosso site o cantor falou-nos desta nova canção, bem como do terceiro álbum de originais que irá lançar ainda este ano.

múico Miguel Angelo ex Delfins - novo álbum

Miguel Angelo [créditos da foto: Edgar Keats]

Miguel Angelo — «Será um conjunto de canções mais extrovertidas»

Atualmente encontra-se a preparar o seu terceiro álbum a solo. O que pode o público esperar do novo disco?
A Canção aponta, abre o caminho. Será um conjunto de canções mais extrovertidas, como se os livros cantassem e as personagens dançassem.

Será um álbum no seguimento dos dois anteriores ou haverá novidades, por exemplo a nível de sonoridade?
O universo dos teclados regressou há uns anos e eu ainda não tinha querido mergulhar nele. Talvez porque me lembrasse demasiado os meus anos 80, não sei… Talvez agora esse enlevo marítimo de sons me possa resgatar dessa memória e fazer avançar.

Miguel Angelo — «Propus a mim mesmo elaborar em três fases este levantamento do chão de uma carreira a solo»

Ao primeiro disco a solo deu-lhe o nome de “Primeiro”, no seguinte “Segundo” e este novo, chamar-se-á “Terceiro”?
Sim, é a Trilogia prometida. Propus a mim mesmo elaborar em três fases este levantamento do chão de uma carreira a solo, depois de 25 anos com os Delfins e um reportório irrepreensível de êxitos. Queria construir um conjunto de canções que pudessem não competir mas ombrear lado a lado com as golden oldies.

Já há data de previsão de lançamento?
Será lá mais para o final do ano mas apenas posso dizer que será depois do verão. Entretanto irei lançando singles, um a um.

Recentemente lançou “A Canção”, tema que fala de coisas que nos inspiram. O que inspira o Miguel Angelo na composição das suas canções?
O próprio acto de compor é inspirador. É nele que de modo pouco consciente vêm ao baile todas as influências que capto e guardo, no meu dia a dia. Música dos outros, histórias, impressões, tudo o que me é exterior a aprisiono porque o sinto como meu.

Recentemente atuou em Faro em formato DJ. Fale-nos um pouco desta sua faceta um pouco desconhecida do público.
Só o faço ocasionalmente, desde 2007 que devido a um conjunto de festas de temática Mod em Lisboa que desenvolvi mais este prazer de viajar durante umas horas no universo das grandes canções de todos os tempos que nos fazem dançar a cantar. E a viajem nunca é igual. Gosto de seleccionar música na noite do Porto, por exemplo no Plano B, onde normalmente acabo o set ao nascer do dia.

Para além de se dedicar à gravação do novo disco, dedicar-se-á a outros projetos nos próximos tempos?
Sim, na Resistência continuamos a trabalhar em estúdio e ao vivo e como Coordenador de um curso de Produção e Criação Musical na ETIC acompanho diariamente o crescimento de novos valores que estão a chegar à música portuguesa, não pela via do deslumbre dos concursos televisivos mas pela aprendizagem da história da música popular e aperfeiçoamento de competências técnicas e artísticas.

Miguel Angelo — «Fico realmente orgulhoso do trabalho feito pelas gerações anteriores na hercúlea tarefa de dotar um país da sua música urbana própria e das condições que eram necessárias ao seu aparecimento»

De um modo geral, como avalia atualmente a música em Portugal e a nova geração de artistas?
Avalio com nota positiva, 18 de zero a vinte. Quando olho para trás fico realmente orgulhoso do trabalho feito pelas gerações anteriores na hercúlea tarefa de dotar um país da sua música urbana própria e das condições que eram necessárias ao seu aparecimento, evolução, manutenção e sucesso. Mesmo se por vezes se lutou contra tudo e todos. Ainda assim nunca estamos satisfeitos, não é? Acho que por exemplo as rádios ditas nacionais ainda não são a voz musical natural deste país.

Acompanha Miguel Angelo em: https://www.facebook.com/Miguel.Angelo.Solo/

Comments

comments

Related Article