Home   /   Sem categoria  /   Polémica em torno das declarações de Vitorino continua
Polémica em torno das declarações de Vitorino continua

A polémica em torno das declarações de Vitorino ao Jornal de Leiria continuam. Desta vez foi a cantora Luísa Sobral e Darko – ex Fingertips – a manifestarem a sua indignação:  Nem sei o que dizer quanto a esta notícia…Mas pior ainda que as afirmações do Vitorino , músico pelo qual tinha um enorme respeito, é o comentário da “Música Portuguesa a gostar dela própria :”Finalmente alguém o diz mas ainda assim a notícia não é sobre isso, é sobre a indignação daqueles que cantam sempre em inglês! Este país não gosta da sua cultura e ainda tem orgulho nisso!”


Adoro a nossa língua e o nosso país mas um músico ou qualquer artista é livre de se expressar na língua que quiser. Bastava o David ganhar um grammy que toda a gente diria com um enorme orgulho: “Ele é Português!”Para terminar a minha indignação deixo-vos um link para uma das canções do Vitorino em Espanhol ,porque Inglês não mas Espanhol pode se!” – escreve Luísa Sobral.

Já Darko opina: “Ser português é intrínseco a tudo o que faço sendo que foi neste país que cresci e desenvolvi a minha arte. Creio que a arte não deve ter quaisquer limitações criativas e o idioma não deverá ser uma delas. De outra forma, não haveria lugar para bandas tão sublimes como os Sigur Rós, não existiria o cinema mudo e jamais poderíamos conceber que a música instrumental fizesse parte do nosso universo. Limitar as nossas criações a uma guerra nacionalista é profundamente primitivo e patético. Talvez, quando se informarem sobre a nacionalidade de grande parte dos artistas que ouvimos, percebam que seria um crime constrange-los por não cantarem na sua língua materna…”

Recorde-se que o cantor Vitorino condenou os artistas que cantam em Inglês – “quando um português canta em inglês fica tristemente ridículo” – tendo ele próprio recentemente participado numa campanha da Optimus onde cantou Beatles.

  Para além de Luísa Sobral e Darko, David Fonseca já manifestou a sua opinião ao ter escrito na sua página “tristemente ridículo” e também o vocalista dos The Legendary Tigerman, Paulo Furtado, escreveu: “Senhor Vitorino, por quem até tinha alguma estima, pegue lá este recado: verdadeiramente ridículo é quando um Português canta em Inglês só porque uma marca lhe põe dinheirinho no Bolso. Acho que se os artistas se preocupassem mais com a sua arte e integridade e deixassem a dos outros em paz teríamos melhor música em Portugal. Pois trabalhem, que logo colhem frutos”.

Comments

comments

Related Article
Um comentário
  • Armand Blanchard
    "A carapuça só serve a quem a enfia!"
    O sr. Vitorino é coerente e certamente se incluí nos "portugueses que são ridículos quando cantam em Inglês"…
    Se algum dos visados fosse perfeitamente seguro da sua própria carreira não reagiria… o vitorino já não tem nada para provar.
    Quanto ao David ganhar um Grammy… nem comento!!