Home   /   Entrevistas  /  Destaque  /   The Code «’Estrada’ é um produto 100% regional e orgulhosamente açoriano»
The Code «’Estrada’ é um produto 100% regional e orgulhosamente açoriano»

Dois anos após a primeira atuação em público na Ilha de São Miguel, nos Açores, de onde são oriundos, a banda The Code apresentou recentemente o primeiro trabalho de originais. “Estrada” encontra-se disponível nas plataformas digitais e percorre vários estilos, desde o funk ao pop, passando pelo rock e pelo jazz.

Em entrevista, a banda constituída por Marisa Oliveira (voz), Félix Medeiros (guitarra), Amadeu Medeiros (bateria), Hugo Medeiros (teclados) e André Ferreira (baixo), falou-nos do seu percurso e do EP de estreia.

The Code - banda dos Açores

The Code

The Code «”Estrada” é um produto 100% regional e orgulhosamente açoriano»

Para começar, apresentem-se; quem são e como surgiu os The Code?
Os The CODE nasceram nos Açores (São Miguel). Somos cinco e conhecemo-nos em 2004. Criámos nesse ano a banda “Anjos Negros”. Infelizmente, tivemos de nos separar por motivos pessoais. Reencontrámos-nos mais tarde, em 2012 e formámos os TheCODE.

E porquê o nome The Code?
Achamos o nome apropriado pois, na maior parte das vezes, seguíamos e ainda nos seguimos por “códigos” muito nossos. O fato de a maior parte dos TheCODE não ter tido oportunidade de ter estudado música fez com que criássemos códigos e falas palanque para que nos pudéssemos entender melhor e mais facilmente.

Recentemente lançaram “Estrada”. Falem-nos um pouco deste vosso primeiro trabalho de originais. 
Podemos afirmar que “Estrada” é um produto 100% regional e orgulhosamente açoriano. Todos os temas aqui presentes foram trabalhados e gravados na Ilha Verde, São Miguel. O EP é inspirado em variadíssimos estilos, desde o rock, ao funk e até a alguns detalhes jazzísticos.
Nos nossos temas apelamos à mudança e a um “mundo melhor”. Costumamos dizer que o dia tem 24 horas. Amanhã será melhor! Começando por nós, claro!
Até à data, todas as letras foram escritas pela vocalista, Marisa Oliveira. Cada um de nós tem um igual importante papel nos TheCODE. Há quem esteja mais à vontade numa particular área da música. Confiamos as letras à Marisa.

The Code «O amor, tal como a música é universal. Todos o sentem. Ninguém é indiferente ao amor»

Apostaram no tema em português, “É o Amor”, como single deste EP. Porquê a escolha deste tema?
Todos os temas são para nós especiais. No entanto, este é tão mais delicado e sentido por ter sido escrito e cantado na língua de Camões. Para além do mais, fala do amor. O amor, tal como a música é universal. Todos o sentem. Ninguém é indiferente ao amor. Espera mais, sinceramente, que também não fiquem indiferentes a este tema.

The Code «Quem não nos conhecia, começa a conhecer-nos»

Este EP digital é uma amostra do que aí vem? Um álbum? Ou pra já querem somente dar-se a conhecer com estes temas e ver a aceitação do público?
Temos tantos sonhos e concretizações a quererem ser realizados. Mas, guiámo-nos pelo lema “um dia de cada vez”. Passos pequenos podem levar-nos longe!
Claro que queremos muito gravar um álbum e levar os nossos temas aos quatro cantos do Mundo. Temos trabalhado e vamos continuar a trabalhar por isso. Estamos a ter um ótimo feedback do nosso público. Quem não nos conhecia, começa a conhecer-nos. E, sim, obviamente, estamos também a batalhar nisso.

Que estrada têm como ambição percorrer no mundo da música?
Todas, onde formos aceites e bem-vindos. Todas nos levarão mais longe…

Comments

comments

Related Article