Home   /   Notícias  /   Biografia | Rodrigo Costa Félix
Biografia | Rodrigo Costa Félix
Rodrigo Costa Félix é um dos fadistas percussores do novo fado e um dos cantores herdeiros da grande tradição masculina do fado de lisboa.
Rodrigo Costa Félix

Rodrigo Costa Félix

Fadista profissional desde os 17 anos, tem mantido uma carreira artística multifacetada, atuando em casas de fado, concertos em Portugal e no Estrangeiro, participando ainda em programas e documentários, ou em importantes projetos discográficos e grandes eventos do fado.

Rodrigo Costa Félix é acompanhado no seu novo cd e ao vivo por Marta Pereira da Costa, a única mulher no fado a dedicar-se profissionalmente á guitarra portuguesa
Dessas colaborações podemos destacar as atuações nos espetáculos de homenagem a Amália em Lisboa, Porto, Café Luso e panteão nacional; o espetáculo “sol y luna – flamenco y fado”, da compañia de danza del siglo xxi – Madrid, com o qual efetuou digressões pela Europa em 2000 e 2001; ou o espetáculo do guitarrista Mário Pacheco no palácio de Queluz em junho de 2006, onde cantou ao lado de Mariza, Camané e Ana Sofia Varela, de que resultou a gravação de um cd/dvd editado mundialmente pela World Connection, tendo atuado em Haia e Madrid juntamente com Mariza para o seu lançamento internacional.

Rodrigo Costa Félix lançou o seu primeiro cd “Fados d’Alma“ em 2008, trabalho muito bem recebido pela crítica e aficionados do fado, produzido por Mário Pacheco, com uma dedicatória e nota introdutória de Adriana Calcanhotto, onde canta poetas como Fernando Pessoa ou Vinícius de Moraes, clássicos como “vendaval”, “guitarra triste” ou “digam”, ou fados originais de Mário Pacheco e Fontes Rocha como “asa no espaço” ou “balada ao meu amor”, entre outros.

Rodrigo Costa Félix & Marta Pereira da Costa

Rodrigo Costa Félix & Marta Pereira da Costa

O último cd de fados de Rodrigo Costa Félix, “fados de amor”, editado em maio de 2012, conta com vários temas originais, colaborações especiais e duetos. Entre os vários originais uma menção especial para o primeiro single do cd, “amigo aprendiz”, canção que foi recentemente escolhida pela revista americana “The Atlantic” como uma das 12 melhores baladas do momento. Mas “fados de amor” tem igualmente outra particularidade: é a primeira vez na história do fado em que a guitarra portuguesa é integralmente tocada num disco por uma mulher: Marta Pereira da Costa.

“A tradição vocal e instrumental dolorosamente nostálgica e fatalista do fado estende-se aos dias em que Portugal era uma potência marítima, e que culminou em meados do século XX com a imensamente talentosa — e quase tão amada — Amália Rodrigues. Os cantores de fado pós-Amália de hoje correm por vezes o risco de serem um mero conjunto de reencenações históricas, mas o jovem Rodrigo Costa Félix coloca-se à margem de tudo isso ao concentrar-se nas pequenas nuances da sua interpretação, ajudado por instrumentistas extremamente competentes.” In The Atlantic

Related Article
Um comentário