Home   /   Vídeoclip’s  /  Novos Singles  /   MGDRV lançam “Nada a ninguém” [c/ letra]
MGDRV lançam “Nada a ninguém” [c/ letra]
Depois do álbum “Draive” lançado em maio do ano passado, o trio MGDRV lança a primeira amostra de um novo EP com lançamento apontado para o primeiro trimestre do ano.

Para este tema “Nada a Ninguém” a banda inspirou-se em todos os que fazem o que amam e amam o que fazem. Todos os que dão a cara pelas suas ações, não só nos momentos fáceis e os que seguem a sua intuição na procura de um sonho. Quase um auto-retrato, este é um tema com uma forte mensagem para os próprios.

Uma mensagem para relembrar a cada um de nós que apesar de precisarmos dos outros devemos, acima de tudo, acreditar em nós mesmos.

O tema conta com um coro Gospel, os Soul Gospel Project e o vídeo é realizado por um dos membros dos MGDRV – André Madeira (YoCliché).

[LETRA] Nada a Ninguém – MGDRV

Eu nunca tive um plano desenhado oh não
Sempre tive fé mesmo sem religião
Yeah, levantar o queixo e ver
Tudo o que eu estou a fazer
E eu não devo nada a ninguém

YoCliché
Nunca liguei ao que os outros iam pensar
Fiz porque quis e senti que tinha alguma coisa para dar
A vida encarrega-se de pôr tudo certo no caminho
Mas o caminho certo temos que ser nós a encontrar
Fazer o que se quer é para poucos
Está bem ou mal é julgamento dos outros,
Sonho é uma loucura
Por isso é que o mundo é dos loucos.
Opinam e acham com isso posso eu bem
Dizem e falam, entra a dez sai a cem
Não somos iguais assim o mundo não tomba
Eu tenho o meu lugar, não quero viver na sombra
Nunca julgues sem saber,
E não agrades só aos outros
Isso faz com que nunca venhas a ser! (estou só a dizer)
Tentativas são um zig zag estou quase farto,
Tempo não vai jogar do meu lado,
Metade da vida nisto, estou mas é parvo
Pode sair caro mas até morrer eu não paro.

REFRÃO
Eu nunca tive um plano desenhado oh não
Sempre tive fé mesmo sem religião
Yeah, levantar o queixo e ver
Tudo o que eu estou a fazer
E eu não devo nada a ninguém
Eu não devo nada a ninguém
Sempre a dar a cara devo nada a ninguém

Pité
Por isso é que eu estou leve
Por isso é que eu sei que o sonho me serve
Não prescreve
Há quem me eleve
Escreve, meu pai minha mãe
Sem eles eu não era ninguém
Por isso eu estou bem
Por isso eu estou bem mais além
Do que esses todos
Agarrados a lianas sem balanço feito gordos
A perder umas semanas sem retorno
São ideias que não vais tirar do forno
Queres o trono, pensa grande, toma o tombo, és gigante num instante
Estás distante vês o globo como antes
E nada era tão bom como esses anos.
Mas quando estava com uns desses manos
Mano a mano vi quem é ou não bacano
Quem queria o meu bem estar ou só
Sugar a energia que me corre todo o dia no tutano
Verdadeiros cromos matutano
Vivo o meu fado sambando
Vivo assim rindo e chorando
E quando o manto cobre a vista
Tu arrisca sai da caixa pisa a risca, risca a tinta

Eu nunca tive um plano desenhado oh não
Sempre tive fé mesmo sem religião
Yeah, levantar o queixo e ver
Tudo o que eu estou a fazer
E eu não devo nada a ninguém
Eu não devo nada a ninguém
Sempre a dar a cara devo nada a ninguém

Nada a ninguém

nada, nada, nada

Nada, nada, nada a ninguém

Related Article