Home   /   Sem categoria  /   Afonso Pais edita “Terra Concreta”
Afonso Pais edita “Terra Concreta”

Afonso Pais, duos com: Albert Sanz, Luísa Sobral, Beatriz Nunes, Joana Espadinha, Rita Martins, João Firmino

“Terra Concreta” nasceu da ideia de levar a música de volta à sua primeira origem, a natureza. Este é um projecto de Duos, no qual a música foi criada tendo o meio natural como veículo de inspiração e influência. Este regresso às origens implicou o inevitável abandono dos espaços fechados e lugares comuns de gravação. Fora do estúdio ou da habitual sala de espectáculo, cada uma das composições foi registada nas zonas mais remotas dos nossos Parques Naturais, e também na ilha do Bornéu (Vale do Danum), onde a floresta intocada é a mais fértil na paisagem sonora que apresenta. Feito sem geradores, só com instrumentos acústicos e com a textura irrepetível dos sons naturais como mote, o registo em disco representa cerca de um ano de incursões no campo, resultando na selecção de temas que melhor representa o momento espontâneo e consequente do meio-envolvente.

Na raiz deste projecto está a ideia de um reencontro com um momento há muito perdido, o instante em que a criação musical se torna consequente e indissociada de um meio envolvente específico que é para nós atávico: o natural.

Na procura dos locais mais remotos, simultaneamente em termos de preservação natural e maior proliferação de vida selvagem, a importância da natureza revela-se essencial nos vários passos de metamorfose do processo criativo: na transição de ideia abstrata para conceito musical, de esboço de canção a arranjo final da mesma, e finalmente, da música já escrita à sua gravação ao vivo e no meio natural, sem edições, concreta.

A escolha da “gravação ideal” de cada peça apresentada, tem como imperativo a máxima simbiose música / momento e local naturais, propondo ilustrar sonoramente o momento natural, irrepetível.

As versões constantes no trabalho discográfico reflectem o carácter tempestivo e clara integração musicais, patentes nas interpretações, improvisos, paisagens sonoras, e, ocasionalmente, nas interacções entre avifauna e músicos.

O resultado é absolutamente original, um documento sincero de gratidão para com quem antes de mim pôde usufruir da inesgotável inspiração que dela podemos extrair, e com generosidade heróica quis a ela dever a determinação de viabilizar a inspiração de futuros pelo seu usufruto, preservando-a.

Terra Concreta, ponto simultâneo de partida e chegada, sempre, mas nunca de passagem.

Texto: Afonso Pais

Related Article