Home   /   Reportagens  /  Destaque  /   Rogério Charraz, sem medo do escuro, levou a sua luz ao Cinema São Jorge
Rogério Charraz, sem medo do escuro, levou a sua luz ao Cinema São Jorge
Na noite da passada quinta-feira Rogério Charraz atuou Cinema São Jorge para apresentar o seu mais recente disco “Não Tenhas Medo do Escuro”.

Em palco, o cantautor que ao longo do concerto tocou guitarra acústica, fez se acompanhar por Edu Miranda no bandolim, Jaume Pradas na bateria e percussão, Paulo Loureiro no teclado, Luís Pinto no baixo e Carlos Lopes no acordeão.

rogério charraz_não tenhas medo do escuro_3

Rogério Charraz

A abrir este espetáculo de apresentação pública do seu último trabalho discográfico escutou-se o primeiro tema do disco “Medo do Escuro”.
Seguidamente, o artista cumprimentou os presentes no repleto auditório do São Jorge: «Boa noite! Que bom é ver esta sala tão cheia de gente gira… é tão bom que às vezes dói», que serviu de mote para o tema que se seguiu “Coração em desvario”, do qual as últimas palavras fazem parte.

Chegava a hora de chamar os primeiros convidados; Eduardo Espinho e António Caixeiro, para juntos interpretarem a moda alentejana “Quinta-feira da Ascensão” e acompanhados por Carlos Lopes no acordeão “Chuva nos Beirados”, dois momentos repletos de Alentejo.
Entre outros temas, seguiu-se o momento de entrar em palco mais uma convidada; a fadista Kátia Guerreiro que agradeceu a Rogério Charraz «a honra» de a convidar «para estar presente». Juntos interpretaram “Porto de Abrigo” e “SMS” (este último tema no qual a fadista colabora no disco). Estes dois belíssimos momentos do concerto precederam o momento mais emotivo da noite com o tema “Meu Amor Eterno”, tema que o artista dedicou à sua mãe.

Já no encore Charraz convidou os presentes a «passear um bocadinho pelos dois discos anteriores». E assim foi. Primeiro com “Sempre Que O Amor Nos Acontece”, momento em que lembrou a parceria com Luanda Cozetti. Tempo houve ainda para interpretar “Guarda o Cheiro para Mim” e “Se me perguntas a mim”, tema no qual se deu, sem apresentação prévia, a entrada alegre em palco Rui Pregal da Cunha (ex-Heróis do Mar). Apresentação feita, juntos interpretaram “Só Gosto de Ti” (do reportório de Heróis do Mar), com o público a cantar e aplaudir de pé. A festa prosseguiu e terminou o concerto com “Dança Na Praceta” do primeiro disco do artista.

Se dúvidas houvessem, Rogério Charraz reafirmou, uma vez mais, o artista importante que é no panorama nacional. Neste seu novo trabalho apresenta-nos temas mais direccionados para as raízes da música portuguesa. Um álbum que conta ainda com várias participações – para além das já mencionadas – de Júlio Resende, João Gentil e Marta Pereira da Costa. Diz-nos para não termos medo do escuro e ilumina-nos o caminho a um álbum que orgulha a nossa música.

Rogério Charraz: uma voz única, um artista de mão cheia, repleto de energia, alegria e talento!

Texto e fotos: Márcia Filipa Moura

Related Article