Home   /   Entrevistas  /  Destaque  /   MARO, a futura voz da música portuguesa em entrevista
MARO, a futura voz da música portuguesa em entrevista
O Made in Portugal esteve à conversa com Mariana Secca, jovem cantora de 23 anos, que se apresenta como Maro, e que nós a apresentamos como a futura voz da música portuguesa.
Maro-Crédito-Colin-Keller

Maro

 

Maro começou por nos dizer, em entrevista, que a música sempre fez parte da sua família. Aos 4 anos de idade começou a estudar piano e aos 19 anos concluía o conservatório, altura em que percebeu que “não conseguiria viver sem tocar e cantar”.

Maro é o nome com que se dá a conhecer em palco e no seu primeiro disco, dividido em três volumes. Conta-nos que foi um álbum que “foi surgindo ao longo de vários anos” e que só foi gravado em maio de 2017. “Contém temas que foram escritos entre 2006 e 2017. Os volumes fazem uma separação cronológica deste processo de escrita, sendo o Vol. 1 o primeiro capítulo da história, com as composições mais antigas que surgiram antes sequer de eu saber que queria ser músico, o Vol. 2 o meu primeiro ano a estudar fora e o Vol. 3 é já uma fase de celebração desta escolha de vida”, explica.

Estar em LA permite-me conhecer pessoas novas, estar longe de Portugal alimenta a saudade

Maro, que se encontra atualmente a viver em Los Angeles, diz que a vida a inspira na sua totalidade. “Estar em LA permite-me conhecer pessoas novas, estar longe de Portugal alimenta a saudade, viajar mostra-me o mundo, viver em si traz-me experiências novas todos os dias. É a culminação de todos os pequenos detalhes da vida que me traz a inspiração que uso para continuar a escrever”.

Maro - entrevista

No tema “Não Faz Sentido” (Vol. 1) Maro canta “Não quero nunca viver a fazer / O que não gosto, não faz sentido”. Questionada se este álbum é a prova de ter lutado para fazer aquilo que realmente gosta, a jovem cantora diz que “MARO” é uma prova dessa mensagem. “É um marco na minha vida profissional e pessoal, por ter requerido tanto trabalho e tanta gente e ser hoje um projeto que eu vejo com muito carinho e orgulho. Percebi que queria fazer música, fui estudar para fora, passei 3 anos longe de casa e acabei o curso com um álbum de 22 canções gravadas com vários amigos de diferentes partes do mundo”.

É sempre muito emocionante ver que há pessoas a ouvir e a seguir o meu trabalho

Algumas dessas canções foram apresentadas em julho, pela primeira vez ao público português, em concertos no Capitólio e na Casa da Música. “É sempre muito emocionante ver que há pessoas a ouvir e a seguir o meu trabalho” e que “ter tocado em ‘casa’ e conversado com o público na língua que partilhamos, veio trazer uma sensação ainda maior de felicidade e gratidão”. Salienta que esses dois primeiros concertos em Portugal “foi uma experiência que trarei comigo, sempre”.

Uma das experiências que certamente também marcou Maro foi a participação especial que fez no concerto de Carolina Deslandes, no Rock In Rio, onde cantaram o tema “Não Me Deixes”. “A Carolina conheceu o meu trabalho pelas redes sociais e, um dia, escreveu-me. Primeiro propôs a gravação do tema para o álbum “Casa” e depois, mais tarde, acabou por me convidar a participar no concerto do Rock in Rio”, revela.

Para além desse dueto, Maro, gravou vídeos-dueto com vários artistas nacionais. “Escrevi-lhes diretamente e, para minha sorte, todos responderam que sim. Já conheciam algum do meu trabalho e prontamente se disponibilizaram a colaborar”.

Conta que todos os duetos foram importantes para si. “É incrível poder partilhar um momento especial com pessoas que respeitamos e admiramos, e estes vídeos foram, para mim, prova disso”. Em breve, deseja poder vir a trabalhar noutros projetos “com estes artistas que tanto admiro”.

Quero continuar a cantar, tocar e fazê-lo de forma genuína

Maro é considerada uma das grandes promessas da música portuguesa, mas diz não pensar muito em rótulos. “Quero continuar a cantar, tocar e fazê-lo de forma genuína. Fico muitíssimo feliz por ver que o meu trabalho tem sido ouvido e falado”.

Para o futuro, Maro deseja “continuar a viver do que gosto e a criar livre e genuinamente. Se for esse o caso, já fico feliz”.

MISTAKE TO BE LEARNED DE MARO & BLANDA:

Quanto a novos projetos a artista portuguesa refere já ter vários novos projetos a caminho e que são todos diferentes uns dos outros.

Um desses novos projetos é a “Mistake to Be Learned”, um EP que conta com a colaboração de BLANDA, produtor norte americano, e que chegará às plataformas digitais esta quinta-feira, dia 30 de agosto.

“Mistake to Be Learned” é um EP com 4 canções, numa versão mais alternativa de pop com soul & rnb, que juntas contam uma história de amor com um final diferente dos contos de fadas que habitualmente ouvimos falar. Começa com “era uma vez”, na primeira faixa, e acaba com a aceitação de que algumas experiências são lições da vida e uma oportunidade para novos começos.

Este EP mostra também uma outra faceta da cantora portuguesa.

Texto: Daniela Henriques
Fotos: DR

Related Article