Home   /   Novos Singles  /  Letras  /   D’Alva regressam com “Verdade Sem Consequência”
D’Alva regressam com “Verdade Sem Consequência”

“Não há verdade sem consequência, mas há uma diferença entre não saber e não querer saber” é a primeira frase da primeira canção a ser composta para o novo álbum dos D’Alva, marinado num pós-guerra de pós-verdade, pós-factos alternativos e dissonâncias afins.

O videoclip foi realizado e produzido pelos D’alva. É um vídeo colorido mas no entanto deslavado, desfocado e desfasado que continua a narrativa deste glitch cultural e existencial em que nos encontramos. Não tece preceitos ou juízos, não faz afirmações, e, mais do que colocar questões, abre as caixas onde as guardamos. Abre-as e expõe-nas.



D’alva no NOS Alive

Desengane-se quem pensa que esta canção revela o tom do disco que será editado a 12 de outubro. É apenas uma pequena parte do todo, e poderemos descobrir outras partes no dia 12 de julho do festival NOS Alive, onde a banda irá revelar algumas das novas canções, entre outras surpresas.



[LETRA] Verdade sem Consequência D’alva

Não há verdade sem consequência
Mas há uma diferença entre não saber, e não querer saber
É minha a ignorância,
Mas é tua a indiferença que te impede de ver

Não sentes que há algo de errado (oh não)
Quando tudo bate certo, e sentes a verdade perto
Mas nada corre como esperas?

Não há verdade sem consequência
Mas certamente há uma diferença
Entre não saber e não querer
Perdes-te em morais ou no pensas ser

Não à guerra não declarada! Não! Não! Não!
Se a verdade é dissonante
Não é preciso gritar
Se no final não muda nada

Enquanto ergo muralhas p’ra me defender
Tu perdes-te em murais ou em quem pensas ser
Perdoa a minha transparência
Mas o que digo é sem ofensa Mas já não há paciência
P’ra quem vê a redundância e se deixa ater

Não há verdade sem consequência
Mas certamente há uma diferença
Entre não saber e não querer
E perdes-te em morais ou em quem pensas ser.



D'Alva - Verdade sem Consequência

D’Alva – Verdade sem Consequência [capa]

A capa deste novo tema de D’alva foi criada por Bráulio Amado, designer e ilustrador português residente em Nova Iorque, responsável por capas de discos de artistas como Beck, Róisín Murphy e Frank Ocean e de publicações como a New York Times Magazine.

Related Article